A Multiplicação II


Exemplo 2: Elias e a viúva de Serepta (1 Reis 17:8-16)

“Então veio a ele a palavra do SENHOR, dizendo:Levanta-te, e vai para Sarepta, que é de Sidom, e habita ali; eis que eu ordenei ali a uma mulher viúva que te sustente.
Então ele se levantou, e foi a Sarepta; e, chegando à porta da cidade, eis que estava ali uma mulher viúva apanhando lenha; e ele a chamou, e lhe disse: Traze-me, peço-te, num vaso um pouco de água que beba. E, indo ela a trazê-la, ele a chamou e lhe disse: Traze-me agora também um bocado de pão na tua mão. Porém ela disse: Vive o SENHOR teu Deus, que nem um bolo tenho, senão somente um punhado de farinha numa panela, e um pouco de azeite numa botija; e vês aqui apanhei dois cavacos, e vou prepará-lo para mim e para o meu filho, para que o comamos, e morramos. E Elias lhe disse: Não temas; vai, faze conforme à tua palavra; porém faze dele primeiro para mim um bolo pequeno, e traze-mo aqui; depois farás para ti e para teu filho. Porque assim diz o SENHOR Deus de Israel: A farinha da panela não se acabará, e o azeite da botija não faltará até ao dia em que o SENHOR dê chuva sobre a terra. E ela foi e fez conforme a palavra de Elias; e assim comeu ela, e ele, e a sua casa muitos dias. Da panela a farinha não se acabou, e da botija o azeite não faltou; conforme a palavra do SENHOR, que ele falara pelo ministério de Elias.”

Em primeiro lugar convém referir que esta passagem acontece, quando há já 3 anos que não chovia sobre aquela terra, portanto, até a água era muito escassa. Assim, quando Elias pediu um pouco de água, já foi um sacrifício para a viúva. Mas após isto, Elias lhe pede um pedaço de pão, note-se que a viúva considerava Elias um homem de Deus, pois refere: vive o Senhor teu Deus, mas vamos voltar um pouco atrás, Deus havia falado para Elias: vai a Serepta onde ordenei a uma viúva que te sustente, ora não era para ela já ter tudo preparado? Na verdade, eu assim entendo, Deus já havia falado com ela, mas devido à sua situação precária ela começa por recusar esse chamado, dizendo “não posso”. Repare-se que após a viúva lhe ter contado a sua triste situação, Elias agora, além do pão lhe pede um bolo rsrsrs olha que coisa, a viúva poderia ter pensado “Que homem sem escrúpulos” pois após ela lhe ter falado a sua condição de miséria, ainda assim, ele lhe pede para primeiro fazer para ele, veja-se que o que ela tinha era realmente muito pouco para ela e para o filho, apenas um punhado de farinha era muito pouco. Mas o homem de Deus falou para ela, pois não se acabará até que chova.

Trazendo para os dias de hoje, muitas pessoas se iriam escandalizar com isto. Paremos para pensar, a mulher era viúva e ainda com um filho, era para ser Elias a dar de comer a ela e ao filho dela, não era? Primeiro as mulheres e crianças, não é esse o pensamento comum? Mas olha que homem abusado, pede primeiro para ele, ainda mais que ela não sabia se ele iria comer tudo e não deixar nada nem para ela nem para o filho. E mais, ele ainda fala que não se vai acabar até chover, ou seja, até passar aquela crise. Muitos nos dias de hoje teriam falado que Elias era um ladrão e mentiroso, não é mesmo?

Mas eu creio, que Deus já havia falado com aquela mulher, de tal forma que ela se lembrou e decidiu entregar tudo nas mãos de Deus. Se realmente o que o homem de Deus está a falar é verdade então vai acontecer um milagre, se não for eu e o meu filho vamos morrer, já íamos morrer mesmo, então vou-me lançar nesta palavra. Ela foi uma mulher corajosa e repare-se ainda que ela eliminou o sentimento de mãe para se lançar nessa palavra.

Ela creu e fez tudo quanto Elias havia falado, e tal como o profeta havia falado, a farinha da panela não se acabou e da botija o azeite não faltou, ou seja, à medida que ia sendo retirado, ia aumentando, quanto mais ela dava mais se ia multiplicando, e assim por muitos dias, até acabar aquela situação de crise.

0 comentarios:

Enviar um comentário

© Pérolas que Edificam, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena